segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Girando as peças

A bunda é banto
Luís é quatorze
A água é benta
Bento é dezesseis

O papa é pop
A marca d'água é perrier
O hobby é um lobby
Um verso-estrofe clichê

O balanço da vida não se faz
Na simplicidade de cachaça e limão
Na tarde, às vezes é tarde de mais
Pra andorinha  querer fazer verão


Fran Yan Tavares

3 comentários:

Isabel disse...

"Na tarde, às vezes é tarde de mais
Pra andorinha querer fazer verão"

às vezes...
às vezes não...

Bєηjαмiη disse...

Tava andando pelo profile de Roberta e achei o link do teu blog.

Rapaz, o jo de palavras e ideias do texto está magnânimo, parabéns, se preocupar com a sonoridade das coisas é imprecindível.

Parabéns, gostei do blog.

olá, sou joão miguel: disse...

"Na tarde, às vezes é tarde de mais
Pra andorinha querer fazer verão"

Me pegou. Verdadeiramente banhados de emoção os dois versos.