quarta-feira, 7 de julho de 2010

Ele não sabe ser melhor, viu?

Às vezes uma notícia, um desacerto,
uma frustração
faz a gente tentar se procurar nos lençóis
às avessas
e o que resta é o nó na madeira, violão vadio
não tem tradução!

Às vezes o maior gesto de bravura
é respirar bem fundo
faz a gente driblar os zagueiros da vida
ainda que não faça o gol
e sob gritos ensaiados de emoção
como recompensa: o peso do mundo...


Fran Yan Tavares

Um comentário:

Lara Virgínia disse...

Divido o peso com vc, sempre!
;*