quarta-feira, 16 de junho de 2010

Um pouco mais daquilo e menos disso

O que incomoda mais
gestos subservientes
trânsito, buzinas, sinais
um velho absorvente
colunas sociais?

É mais triste o fim do dia,
meio do mês
ou fim do final de semana
Sofre mais o negro
ou o drama?

O que é mais poético
juntar as folhas ou rolar na grama
O melhor personagem
tem atitudes heróicas
ou desejos sacanas?

Ah! o ser humano...
rasga a janela do sonho
mete os pés na lama
importa se é mina ou mano
se cai no samba ou dança um tango?

Demasiados seres animados...
o que importa é isso ou aquilo
uísque ou cachaça / apolo ou dionísio
nada disso! lamento, fez noventa e nove
e não fez cem... não fez nada, não há apaluso nem vintém...


Fran Yan Tavares

4 comentários:

Jorge Luan, disse...

Genial dialogar com outros textos, Fran.
O poema passou bem tanto a dúvida do "isto ou aquilo", quanto o problema do "quase" - e este é pior, os "99".

Grande abraço, parceiro.

Teresa Maia disse...

Suas postagens só melhoram, só melhoram!!

Débora disse...

fazer 99 e não 100... isso é preocupante. adoreeeei.

beterraba disse...

muito bom, meu amigo, muito bom!!!!!
força no forte abraço!